Buscar
  • iblue-editor

Metodologia Agile: O que é e por que sua empresa deve adotá-la?

Atualizado: Jun 25

Quem trabalha com gestão de projetos ou softwares, provavelmente já ouviu falar da Metodologia Agile. Mas se esse é um termo novo para você, saiba que ele pode te auxiliar muito durante o trabalho.

O conceito nasceu no início dos anos 2000, tendo como objetivo o desenvolvimento ágil ao curso de qualquer projeto. Desde então, surgiram muitas maneiras de colocá-lo em prática, porém, independentemente da escolhida, o foco está em ajudar a companhia a continuar competitiva.


Por isso, mais importante que conhecer as nomenclaturas, é entender como aplicar a técnica corretamente em uma empresa. Ficou interessado no tema? Então confira abaixo mais informações para revolucionar sua organização.


O que é Metodologia Agile?


De forma bastante simples, a metodologia Agile é um modelo de gerenciamento. Assim, se apresenta como uma solução a problemas comuns de qualquer companhia. Entre eles: atender as demandas do mercado, trabalhar com alta produtividade e de maneira flexível.


A Agile foca no desenvolvimento de softwares de maneira interativa. Ao contrário dos demais modelos presentes no mercado, aqui a estrutura é formada por pequenas e breves etapas. Isso tudo está documentado no Manifesto Ágil, escrito por 17 programadores em 2001 — e que deu ínicio à metodologia.


Os 4 valores do Manifesto Ágil


O Manifesto Ágil teve como objetivo modernizar os antigos modelos de gestão. Para tanto, os 17 programadores participantes escreveram, cada um, suas visões acerca do processo para o desenvolvimento de um software.


Ao final, foram definidos 4 valores essenciais. Esses que, hoje, devem ser considerados ao longo de toda a execução da Metodologia Agile:

  • Indivíduos e interação apresentam maior valor que processos e ferramentas;

  • Software em funcionamento apresenta maior valor que uma documentação completa;

  • Colaborações com clientes apresentam mais valor que negociações de contratos;

  • Responder às mudanças apresenta maior valor que seguir um planejamento inicial.


Quais as tendências ágeis mais populares no mercado?


Ainda que seja um conceito relativamente novo — completa 20 anos agora —, a Metodologia Agile pode ser aplicada de diversas maneiras. Algumas, inclusive, não respondem mais apenas ao desenvolvimento de software, sendo aplicadas aos mais diversos departamentos.


Kanban


Mesmo tendo sido inventado em 1960, 40 anos antes da Metodologia Agile, o Kanban é considerado uma de suas práticas. Isso porque o método criado pela Toyota é extremamente adaptável e segue conceitos muito próximos.


Nele, são feitas três colunas em um quadro branco. A primeira tem o título de “a fazer”, a segunda de “fazendo” e a terceira “feito”. Assim, no quadro de tarefas, são visualizadas todas as etapas do projeto e o estágio em que estão. Simples, mas eficiente.


Smart


A metodologia Smart, por sua vez, tem uma visão menos teórica das atividades, já que tem como foco a priorização de uma estrutura de metas. Na prática, o que se vê é um melhor aproveitamento do tempo, evitando esforços inúteis.


Outro ponto positivo do conceito é sua aplicabilidade, que pode ocorrer em qualquer departamento. Sua utilização também independe do objetivo, assim como do prazo de sua finalização.


O nome é um acrônimo dos critérios usados na técnica. Dessa forma, sua meta respeitar os 5 pontos abaixo:

  • S (Specific / Específico): Seu objetivo é específico, definido?

  • M (Mensurable / Mensurável): Sua meta é mensurável?

  • A (Attainable / Alcançável): Seu objetivo é possível de ser alcançada?

  • R (Relevant / Relevante): Sua meta é relevante para a empresa?

  • T (Time-related / Temporal): Qual o prazo para seu objetivo acontecer?


Lean


Focada em agilizar projetos, a Lean é uma técnica relacionada a processos enxutos. Na prática, o que se vê são ideias que prezam pela simplicidade e rapidez, como é possível ver em seus pilares.

  • Redução de custos;

  • Melhoria contínua;

  • Aumento da produtividade;

  • Compartilhamento de informação.

Por conta dessa linha de fácil entendimento, a técnica também pode ser aplicada em diversas situações. Não somente o desenvolvimento de software, mas marketing, vendas e até produção podem utilizá-la. Em todos os casos, é preciso que os gestores assumam a frente do processo a fim de trazer resultados para a organização.


Design Sprint


Como você deve ter percebido, é natural que os conceitos aqui apresentados evoluam com o passar do tempo. O Design Sprint é um ótimo exemplo disso, já que foi modernizado pelo Google.


Sua teoria básica é a de testar qualquer ideia ou produto em um prazo menor de 40 horas. Para isso, utilizam-se técnicas para avaliar sua viabilidade, modificá-lo ou até abandoná-lo. Tudo sem perder tempo e gastar os esforços de sua equipe.


Scrum


Ainda que todos os tópicos acima sejam bastante difundidos, nenhum deles se compara ao Scrum. Esse é o método ágil mais utilizado e popular do mundo. E motivos para isso não faltam.


A ideia é baseada em frameworks, o que facilita sua compreensão e aplicação em qualquer projeto - tudo que as empresas ao redor do globo precisam em momentos com tantas mudanças.


Sua lógica é composta pelos papéis fundamentais — product owner, scrum master e scrum team —, documentos e atividades. Isso tem como objetivo organizar a maneira que a equipe trabalha, a função de cada integrante e a maneira como os objetivos são mensurados.


Case Spotify: Como a startup adaptou a Metodologia Agile às suas necessidades?


Tudo é muito lindo quando se lê a parte teórica, mas é na prática que os problemas aparecem. Assim, nada melhor do que apresentar um case de sucesso para confirmar a facilidade da Metodologia Agile. Aqui, falamos da Spotify, gigante do streaming de músicas e podcasts.


A empresa surgiu como uma pequena startup, utilizando o Scrum como sua técnica de gestão. Com o crescimento, entretanto, ficou claro que seriam necessárias mudanças que fizessem sentido à organização. Nesse momento, surgiram as Spotify’s Squads.


A estrutura é comentada desde 2014 e ganhou fama pela maneira como a empresa adaptou o Scrum a seu favor. Basicamente, eles utilizaram novas nomenclaturas e organizações internas para trazer mais resultados.


Por consequência, além de se tornarem case, conseguiram construir um ambiente muito mais comunicativo e integrado. Cada squad sabe o que deve fazer e quando deve entregar, mas tem liberdade quanto à maneira de atuar.


Você pode até se perguntar sobre a efetividade da estratégia. Mas, para isso, o melhor é abrir seu celular e verificar qual o player de música que utiliza diariamente.


Por que sua empresa deve adotar uma Metodologia Agile?


Você deve ter percebido ao longo desse texto que são inúmeras as vantagens de adotar a Metodologia Agile. Bem mais do que apenas ideias, essa é uma estratégia que auxilia sua empresa a trabalhar de forma mais ágil e eficaz.


Para auxiliar nesse processo, entretanto, o ideal é contar com tecnologia de ponta que dê apoio à técnica. E esse é um dos maiores desafios de empresas que pretendem iniciar essa proposta.


Nesse momento, sugere-se a busca por parceiros que possam ajudar na criação de soluções digitais que aumentem sua eficiência. Diante disso, a iBlue surge como o parceiro ideal para seu negócio.


Com mais de 120 colaboradores, possuímos uma equipe apta a te auxiliar em qualquer tarefa. Atuamos com uma operação de ponta a ponta, estando ao seu lado do desenho à implementação e a gestão de serviço das melhores soluções digitais, web ou mobile.


Precisando de ajuda com esse tema? Entre em contato conosco e vamos conversar para saber como podemos te ajudar!

78 visualizações0 comentário